sexta-feira, 26 de março de 2010

ANUNCIANDO OUSADAMENTE A PALAVRA DE DEUS

Texto Áureo
Anunciar a Palavra de Deus com ousadia é o mesmo que pregá-la com força de sentimentos, de arrependimento, de sensibilidade espiritual ativa e com muita certeza do que está sendo anunciado. Anunciar a Palavra a quem não conhece ou a quem não professa a nossa fé é uma coisa; agora imaginem anunciá-la com toda ousadia e intrepidez à pessoas que um dia dia andaram com o Senhor Jesus, qual seria o tom? Será que seria o mesmo do que fosse com uma pessoa que nunca sentiu as benesses do Criador?
Leitura Bíblica
"Vós os que entrardes por estas portas" Jeremias pregava para os crentes da época (ou pelo menos achavam ou ainda pensavam que eram crentes), pois, como outrora colocado, uma coisa é pregar para os incrédulos, outra, totalmente diferente é pregar a Palavra de Deus para os que conheceram um dia, o Caminho, e a Verdade, e a Vida (Jo 14.6).
Ninguém engana a Deus! O fato de ir ao Templo, fazer parte da liturgia do culto, cantando, pregando ou executando qualquer outro serviço e achar que tudo isso irá contar como fator "misericórdia" para livrar ou isentar alguém do juízo divino, quem pensar/fizer assim estão completamente enganado, pois o que o homem semear isso também ceifará (Gl 6.7). O homem pode ser enganado pela aparência, mas Deus vê o coração (1 Sm 15.22; 16.7).
A obediência se torna um tipo de régua utilizada por Deus em seus julgamentos (Mt 25.21,23; Lc 19.17).
"para adorardes ao Senhor" Para adorar ao Deus Eterno se faz necessário um coração limpo, arrependido, aberto, quebrantado e contrito, desse o Senhor não estará longe (Sl 51.17). Adorar a Deus à tarde tendo pela manhã se prostituído diante dos deuses, na manhã seguinte da adoração a Deus, voltar a pecar (quando foi adorar a Deus já estava com o pensamento de mais tarde, transgredir o mandamento do Senhor!), ou seja, está num círculo vicioso, é como o indivíduo que aceita a Cristo hoje, mas como não tem sustentação, volta ao pecado, que logo após, sente remorso e retorna a Cristo, então, uma pessoa desse tipo tem vontade de ser fiel, entretanto, basta uma atitude de querer melhorar, para quando se voltar a Cristo, sinta um desejo de pecar ou pensar em até como poderá ser o próximo pecado!
"melhorai o vosso caminho..., e vos farei habitar neste lugar" Quem é que vai a igreja a fim de ser repreendido?, porém esse era o único lugar que o povo poderia dar mais atenção ao profeta. Qual o indivíduo que quer ser tratado como escravo?, Sair de sua Pátria contra sua própria vontade?, ver seus parentes e amigos sendo mortos pela negligência da prática da vontade de Deus?"
"palavras falsas, dizendo: Templo do Senhor,..." O fato de o Templo ter sido construído para adoração a Deus, e de até qualificarem-no pelo nome do Senhor, porém, tudo isso não é capaz por si só de autenticar a presença do Eterno entre quatro paredes, pois a presença do Eterno não é limitada por caprichos ou pela presença de pessoas na igreja aparentando serem fiéis 'falsos religiosos' (Mt 7.15; 23.25,28);
Deus não estava ali! e conseqüentemente não recebia aquelas pseudo-adorações 'sacrifícios', melhor é obedecer para despois sacrificar! e não o contrário.
Pecados sociais e contra o próprio Deus (de forma direta) que envolviam a situação:
  1. Falsos juízos (vv. 5);
  2. Opressão aos estrangeiros, órfãos, viúvas; (vv. 6)
  3. Homicídios (vv. 6);
  4. Idolatria (vv. 6);

Recompensa (se forem fiéis) dentro calamidade, só Deus pode contemplar dessa forma!

Só habitarão na terra se forem fiéis, arrependam-se! A promessa usufruída (será condicionada ao compromisso para com o Eterno).