quarta-feira, 24 de agosto de 2011

PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJA

SUBSÍDIO PARA A 9ª LIÇÃO DO 3º TRIMESTRE DE 2011 - CPAD

PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJA

Identidade traz como sinônimo marca peculiar gravada, registro que dificilmente se perderá de vista, qualidades inerentes ao seu possuidor". Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros" (Jo 13.35). A mensagem, e o estilo de vida de Jesus são simples. A igreja não é composta de super-crentes que são imbatíveis ou até mesmo que não adoecem ou que não morrem, pelo contrário, sua formação no que diz respeito à Igreja Militante são de indivíduos que são passivos as doenças, aos infortúnios do dia a dia e a própria morte. O próprio Cristo sofreu como ninguém, visto ter sido castigado sem que houvesse culpa alguma, Ele disse: "Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo (Jo 16.33).

Contudo, a Igreja é identificada pelo seu modo de ser pautado dentro da Palavra de Deus, caso contrário, não surtirá efeito sua atuação, qualquer instituição que se julga igreja e não pratica o que está nas Escrituras Sagradas não passará de mera organização filantrópica secular, porém a Igreja verdadeira traz em seu escudo a seguinte expressão: ".. e as portas do inferno não prevalecerão contra ela" (Mt 16.18). Todos os componentes D'ela não se perderão de vista senão observe que "E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus." (Mateus 24.31).

A identidade não é para se deixar em casa guardada, presume-se que todas as pessoas possuem seus registros quando nascem, então, desse ponto de vista, partimos para o espiritual entendendo que, ao nascer de novo, o indivíduo assume uma identidade, dentro do corpo místico de Cristo, e para que ele ostente essa identidade é preciso cumprir entre outros, alguns critérios, como, amar a Deus e ao próximo, bem como defender sua fé em Cristo, além de anunciar a mensagem que lhe garantiu uma nova cidadania.

Nós como membros inseridos no Corpo de Cristo, precisamos estar prontos para "Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós," (1 Pedro 3.15 ). Portanto, sabemos de onde viemos, conhecemos e cremos em quem nos chamou, e temos certeza para onde vamos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário