sábado, 29 de outubro de 2011

A Conspiração dos Inimigos Contra Neemias

Quando lemos o livro de Neemias, especialmente a partir do capítulo 4, percebemos que os inimigos só precisaram saber do início da obra para se manifestarem, ou seja, enquanto a obra não é feita, ou se é feita de qualquer jeito, os opositores não incomodarão os trabalhadores.

É visível que os inimigos internos não fazem a obra e nem querem que se faça!

Ouviram à respeito da obra, se indignaram, se iraram, então começaram a escarnecer e a menosprezar o trabalho dos servos de Deus (Ne 4.1-3), tenho certeza de que quem realiza a obra com amor, dedicação e perseverança, caso surja a manifestação adversária, esta se tornará um meio de "motivação" para o homem de Deus chegar ao objetivo final! (Ne 4.6). A fé se torna o combustível motivador (Hb 11).

É justamente nas horas mais árduas, quando o inimigo pensa que estamos fracos, é nesse momento que a obra anda mais depressa. "Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.(2 Coríntios 12:10)"

Como não obtiveram êxito na primeira investida, ainda no capítulo 4, então, no capítulo 6, maquinaram ciladas contra o responsável direto pela obra, o cabeça da rebelião, como diziam, caluniando de Neemias; observe que quando não atingem seus objetivos, logo, mudam de estratégia tentando parar a obra, usam até de meios baixos se preciso para mexer com o psicológico do servo de Deus, entretanto, o servo sabe em quem tem crido e não abandonará a obra por nada! (Ne 6.3).

Entenda que a sensibilidade espiritual em especial de quem está na frente da obra, deve ser bem, mais bem aguçada, a fim de entender as situações de perigo e de ameaças que possam surgir no decorrer da execução da labuta. Caso o líder da obra ou o dirigente do culto não esteja ligado com o Alto, o desenvolvimento do trabalho poderá ter influências espirituais contrárias, e aí não haverá salvação, batismo com o Espírito Santo e etc..  "Mas o que é espiritual discerne bem tudo, e ele de ninguém é discernido. 1 Co 2.15".

Redobrem a atenção para os convites inapropriados, oriundos de supostos amigos!

As armadilhas se multiplicaram cada vez que Neemias dizia um "não" aos inimigos, às vezes é necessário dar uma resposta negativa, na hora, no lugar e para a pessoa certa! Não podemos perder tempo, afinal, geralmente quem executa uma obra da magnitude da qual Neemias trabalhou, tem outras tarefas aguardando serem realizadas, Neemias tinha outros compromissos esperando por ele no palácio do rei.

Aos inimigos não é necessário dar satisfação, eles que contemplem à obra que está sendo realizada para a Glória de Deus! A tua chamada será do tamanho da obra que você realiza! "Estou fazendo uma grande obra (Ne 6.3/a)".

Fico admirado com o grau de maturidade do copeiro Neemias, capacidade esta somada a de administrar tornaram seu livro, o mais lido da Bíblia por administradores em todo o mundo, tornou-se objeto de estudo até de gestores descrentes.

Contudo, a obra foi acabada em apenas 45 dias, excetuando os dias de folga, pois  o texto de (Ne  6.15) afirma categoricamente que o muro foi acabado em 52 dias, porém, segundo o comentarista da lição, os trabalhadores observaram o sábado como dia de descanso, levando em consideração que 52 dias dividido por 7 dias (uma semana) é equivalente à 7,4, arredondando, temos então, 7 dias de folga, ou seja, 52-7=45, 45 dias. Surpreendente! Neemias conseguiu motivar, liderar, organizar, dirigir e controlar o desenvolvimento do trabalho em harmonia e de maneira que todos trabalhavam satisfeitos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário