quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

A Apostasia do Reino do Norte

Apostasia significa segundo o dicionário Michaelis sf (gr apostasía) 1 Abjuração, mudança de religião. 2 Ato de abandonar um partido ou uma opinião.


O Sistema de culto aos Bezerros em Israel (1 Rs 12.25 e ss.) Essa instituição foi obviamente em expediente político de Jeroboão para evitar que o povo descesse até Jerusalém e o seu Templo. Observe que o comentarista da lição enfatiza a apostasia do reino do norte no seu período considerado mais avassalador, justamente na época de Acabe e Jezabel. No entanto, é na época de Jeroboão que se inicia tal prática, até porque a expressão "reino do norte" é peculiar a divisão das tribos proporcionada por Roboão, filho de Salomão, logo, Roboão reina somente no sul; o que o diante de tal fato o Eterno chama Jeroboão para liderar e reinar no norte com as 10 tribos. Em relação ao ato de Jeroboão, este se  afastou de Deus e tentou subterfúgios para fugir da presença de Deus. O fato é de que Jeroboão tinha receio de que o povo que fosse adorar em Jerusalém voltasse a servir a descendência de Davi, ao rei Roboão, então tomou conselhos políticos e começou a levantar altares em Israel cf. 1 Rs 12.27,28.

Quando o Eterno levanta Elias em 1 Rs 17 é justamente para expurgar humilhando o deus da chuva e da agricultura, com mais de três anos sem nem orvalho do céu cair; ou seja, eliminar todos os vestígios da adoração apóstata dos israelitas, estes estavam enlaçados com os deuses cananitas, até porque depois da manifestação no Monte Carmelo do Fogo do Céu, Elias mandou matar todos os contratados pela rainha Jezabel, 850 profetas, inclusive esta tem no seu nome o sufixo (bel) do nome de seu deus!

A apostasia do Reino do norte tem seus bases alicerçadas no fato de os israelitas terem deixado habitar vizinhos de povos pagãos, lembra-se de que Deus quando Moisés ainda liderava-o, disse:


Portanto desci para livrá-lo da mão dos egípcios, e para fazê-lo subir daquela terra, a uma terra boa e larga, a uma terra que mana leite e mel; ao lugar do cananeu, e do heteu, e do amorreu, e do perizeu, e do heveu, e do jebuseu.Êxodo 3:8
Portanto eu disse: Far-vos-ei subir da aflição do Egito à terra do cananeu, do heteu, do amorreu, do perizeu, do heveu e do jebuseu, a uma terra que mana leite e mel. Êxodo 3.17

E acontecerá que, quando o SENHOR te houver introduzido na terra dos cananeus, e dos heteus, e dos amorreus, e dos heveus, e dos jebuseus, a qual jurou a teus pais que te daria, terra que mana leite e mel, guardarás este culto neste mês.Êxodo 13:5





Também acontecerá que, quando o SENHOR te houver introduzido na terra dos cananeus, como jurou a ti e a teus pais, quando ta houver dado,Êxodo 13:11

Porque o meu anjo irá adiante de ti, e te levará aos amorreus, e aos heteus, e aos perizeus, e aos cananeus, heveus e jebuseus; e eu os destruirei.Êxodo 23:23

Também enviarei vespões adiante de ti, que lancem fora os heveus, os cananeus, e os heteus de diante de ti.Êxodo 23:28

E enviarei um anjo adiante de ti, e lançarei fora os cananeus, e os amorreus, e os heteus, e os perizeus, e os heveus, e os jebuseus,Êxodo 33:2

Guarda o que eu te ordeno hoje; eis que eu lançarei fora diante de ti os amorreus, e os cananeus, e os heteus, e os perizeus, e os heveus e os jebuseus.Êxodo 34:11

Guarda-te de fazeres aliança com os moradores da terra aonde hás de entrar; para que não seja por laço no meio de ti. Êxodo 34:12

Grifo meu: aliança, principalmente nos relacionamentos conjugais. ex.: Acabe com Jezabel
Na tua terra não habitarão, para que não te façam pecar contra mim; se servires aos seus deuses, certamente isso será um laço para ti.Êxodo 23:33
Nada deve substituir o lugar de Deus! Ele é inigualável e seu acesso por enquanto é livre!

Podemos dizer que os principais agentes da idolatria = apostasia no reino do norte foram, Jeroboão, Acabe e Jezabel.

Como povo escolhido, Israel não deveria abandonar o Eterno, pois Este aplicaria seu julgamento mais cedo ou mais tarde, justamente por ter sido trocado por deuses pagãos.

Quando formos convidados a trocar, substituir ou abandonar o nosso Deus devemos nos manter firmes, até porque como bem disse o apóstolo Paulo "Eu sei em quem eu tenho crido".

Hoje, temos vários tipos de apostasias rondando a fé dos verdadeiros servos de Deus, a saber, CERTOS cantores e pregadores que se dizem servos do Deus Altíssimo, porém estão preocupados mais em fama, posição, convites e destaques e quando entram em cena, fazem dos nossos púlpitos UM PALCO, recebem toda honra e glória; E NÃO OFERECEM e nem transferem A DEUS O QUE É DE DEUS! Em contrapartida, temos cantores e pregadores que fazem de suas oportunidades um verdadeiro convite a adorar ao Deus Único e Verdadeiro!
Que o Eterno preserve a idoneidade destes últimos, pois precisamos mais de Deus através de seus vasos!

Tomando essa atitude, Jeroboão começou um falso sistema substituto de adoração a Jeová (12.28). Como Arão o fizera antes, ele infringiu o segundo mandamento para maior conveniência do culto. Essa atitude exigia um novo sistema de sacerdócio, usando o laicato em vez de levitas, que tinham ido para Judá (2 Cr 11.14). 

Foi esse pecado de Jeroboão que condenou todos os futuros reis do reino do norte.

Os israelitas se esqueceram de tudo que o Senhor houvera operado no Egito, ou seja, pararam de ensinar a lição de casa aos filhos, por exemplo, em Êxodo 20 temos os dez mandamentos e o primeiro é justamente:

Não terás outros deuses diante de mim.
Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.
Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o SENHOR teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniqüidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam. 
Êxodo 20:3-5





Culto a Baal instituído por Acabe e Jezabel (1 Rs 16.29 e ss). A aquiescência de Israel ao culto dos bezerros tornou a nação presa fácil para o culto cananeu a Baal, sessenta anos mais tarde. 

O culto aos bezerros infringiu o segundo mandamento, e o culto a Baal infringiu o culto aos bezerros. 

Baal era o principal entre os ídolos cananeus. Como deus da agricultura, chuva e fertilidade, exercia atração especial sobre Israel. 

O sistema religioso cananita não tinha moral e era diametralmente oposto ao Deus Santo dos hebreus. Jezabel, esposa de Acabe, oriunda da Fenícia, foi quem instigou essa religião em Israel e contratou 850 profetas de Baal e Aserá (1 Rs 18.19). 

O culto a Baal constituiu um desafio a Jeová, Deus de Israel, que reivindicou a terra de Canaã como sua terra especial.  



Elias e Eliseu, Profetas dos milagres (1 Rs 17 - 2 Rs 9). Elias apareceu em Israel com os seus miraculosos poderes (investido por Deus, é claro!) um tanto repentinamente quando o culto a Baal foi instituído em Israel por Acabe e Jezabel. Seu único propósito era denunciar o culto a Baal e chamar atenção para o poder maior do Deus de Israel. 

Seu primeiro milagre de fechar os céus por mais de três anos foi um desafio ao poder de Baal, que era o deus da agricultura e da chuva.

O ministério de Eliseu, com um a porção dobrada do poder de Elias, trouxe a denúncia da idolatria a um ponto culminante pelo maior número de milagres (quatorze em vez de sete) e pela intrepidez objetiva com que desafiou muitos dos reis que seguiam a Baal. 

Esses operadores de milagres vieram a Israel do norte quando a nação estava a ponto de adotar a própria idolatria. Eles foram trazidos pelo Senhor a Canaã com a finalidade de destruir a casa de Acabe e todo o sistema de adoração a Baal em Israel (1Rs 9.6-10).

Nenhum comentário:

Postar um comentário